Vai agir como Zaqueu ou vai deixar Jesus passar?

Um homem de visão sempre tem como meta alcançar pessoas que irão abençoar as vidas de muitos outros. A visão de alguém sempre agrega valores a quem está perto dele.

Se você tiver uma visão que não serve a outros, provavelmente ela é pequena demais. Zaqueu investiu alto para ter aquele encontro com Jesus. Esse era seu sonho, a sua visão. Como recompensa, ele recebeu a presença de Jesus em sua casa, a transformação da sua vida e família e a ampliação da sua visão.

Zaqueu não queria mais apenas ver Jesus, ele queria estar com o Senhor, queria levá-Lo para a sua casa, queria que a salvação alcançasse sua vida e sua família. Ele viu além do que as outras pessoas viam e passou a ter em seu coração a visão de Jesus, com quem havia se encontrado.

Da mesma forma que Zaqueu, lute pelos seus ideais, busque força em Deus e não se detenha diante das possíveis limitações. A visão é uma imagem futura que produz paixão. Basta apenas que você tenha coragem de tornar essa visão uma realidade.

E saiba que, quando você tem uma visão dada por Deus, precisa levar outras pessoas a partilharem dela. A visão é como um imã: ela atrai, desafia e une as pessoas.

Bispa Lúcia Rodovalho ministra na Celebração de Inverno 2015, em Brasília

BalletGarden_logo-62Na manhã desta quinta-feira (9), Bispa Lúcia Rodovalho ministrou sobre o propósito da igreja, na Embaixada Sara Nossa Terra, no primeiro dia da Celebração de Inverno 2015, Brasília.

De acordo com a Bispa Lúcia, é muito fácil desviar da igreja e mais ainda quando se perde o propósito, a própria missão. Contou também sobre a necessidade de firmar o chamado que Deus tem colocado em seu coração.

Baseada na passagem Bíblica de 1 João 5:1, ressaltou que hoje a sociedade vive para satisfazer os desejos da carne. “Posicione-se como filho de Deus contra os desejos do mundo e seja a mudança. Deus quer que você encha a sua mente da renovação da Palavra de d’Ele”, disse.

Ainda na pregação, falou sobre a importância que a Bíblia tem para a sociedade atual. “As sagradas escrituras tem um poder que você não imagina. A nossa sociedade tem muito hoje por causa dela. Embora, ache que não precise de Deus e que pode mudar as coisas naturais”, afirmou.

Encorajou aos presentes a lutarem contra essa realidade da atualidade, mas não com armas, mas com a Palavra. Falou também dos valores e do amor a si mesmo. “A maioria das pessoas não vive mais dos seus valores, mas das suas necessidades. Lembre-se que as suas ideias vão te acompanhar para o resto da vida, principalmente as escolhas feitas pela necessidade”, destacou.

“Valores são ideias, princípios, qualidades, conceitos, crença, convicção, opinião sobre algo, normas de procedimento. Acredite nos valores, tome decisões baseadas neles, não negocie-os, defenda-os e defina-os”, afirmou.

Completou a preleção, exaltando os presentes sobre o amor. “Você só ama alguém na medida que ama a si próprio. A pessoa que não se ama, não consegue amar os outros. Amor não é sentimento, mas uma decisão diária”.

Confira as fotos: