A vida cristã é uma constante luta!

A vida cristã é uma constante luta, uma luta entre o bem e o mal, entre a fé e a incredulidade. Na vida, temos que lutar tanto do ponto de vista material quando do espiritual, e não conseguimos conquistas sem lutas. Por trás dos homens mais bem sucedidos do mundo existe muita luta e trabalho; nada vem fácil, nada vem de graça. Portanto, para viver bem e vencer, temos que aprender a lutar.

Paulo diz: “eu sei como lutar, eu não perco os meus golpes, eu não dou golpes no ar”. Quando você dá golpes no ar você está desperdiçando energia e tempo, está se desviando do seu foco, está batendo no nada. Se você luta errado, é como se estivesse de olhos vendados: dá vários golpes, mas não consegue saber onde e se acertou. Para lutar, você deve saber onde bater. Não perca seus golpes, eles são preciosos para Deus. Quando você bate no ponto certo, não precisa usar a força.

Mas, antes de lutar contra as forças do mal, você precisa lutar contra si mesmo, golpear sua própria natureza pecaminosa. Se você não estiver qualificado, resolvido interiormente, não terá autoridade para lutar contra o mundo espiritual.

Paulo fala sobre a “concupiscência da carne”, que significa a paixão, o desejo ‘adâmico’, pecaminoso. Esmurrar a carne é rejeitar essa força que sempre o leva a fazer o que não quer. Você já foi crucificado, a carne ou o velho homem já foi morto quando você passou pelo batismo nas águas. Você saiu das águas para reinar em Cristo e para governar sobre si mesmo.

Se você não crucificar sua carne, não der golpes certos, irá perder as coisas mais preciosas que Deus lhe deu nessa vida. Muitos perdem oportunidades na vida por não saberem colocar suas compulsões na cruz de Cristo.

Não desfira golpes no ar, aprenda a golpear aquilo que lhe escraviza, que busca tirar sua grandeza e sua excelência. A vida passa uma vez só. Por isso, golpeie nos lugares certos. Lute com sabedoria, para que a sua natureza não domine a sua vida!

A família é a instituição que mais nos ensina a sermos humanos

Infelizmente, uma das maiores ameaças que como igreja e sociedade enfrentamos no século XXI não é o terrorismo ou a pandemia ou as catástrofes ecológicas, mas o ataque que a família tem recebido e que nós, muitas vezes, achamos normal. Deus quando criou Adão e Eva tinha um plano para eles: que pudessem construir uma família e desse início a todas as famílias da terra. Hoje, vemos que milhares de lares estão sendo destruídos através de conflitos, da ausência de compromissos, de prioridades invertidas e atitudes egoístas. Acredito que, se queremos uma família melhor, precisamos de pessoas melhores, se queremos uma sociedade melhor precisamos de famílias melhores e , se queremos famílias melhores, precisamos de pessoas melhores, e esse é o grande desafio da igreja. Portanto,nós, como cristãos precisamos nos posicionar e lutar em favor da família.

Podemos perceber que não estamos preparados para enfrentar esse desafio que é viver em família. Vivemos em uma sociedade cada vez mais tecnológica, globalizada, impregnada de fenômenos que, muitas vezes, em vez de nos humanizar, nos ensina a ser desumanos. Mas Deus nos fala por Sua palavra que não existe uma instituição que mais nos ensina a sermos humanos do que a família, porque não tem como viver em família e viver isolado. A sociedade hoje privilegia o individualismo, valoriza muito mais o ter, o que eu tenho, o que consigo, o que eu alcanço, do que o ser.

Estamos realmente vivendo situações muito sérias e que muitas vezes, não conseguimos perceber e achamos que é normal. Achamos normal uma mãe deixar seus filhos adolescentes em casa cuidando de si mesmos enquanto sai para as suas aventuras amorosas, viajando e ficando muitos dias com seus namorados.

Estamos com uma geração de abandonados. Os pais estão cuidando de suas próprias vidas, e quando chega o momento em que o filho mais precisa de atenção, que é na sua adolescência, os pais desistem dos meninos. Por isso, não desista da sua família e é isso que Neemias quis dizer quando falou: “pelejai por vossos irmãos, vossos filhos, vossas filhas, vossas mulheres e vossas casas”. Por isso, devemos nos levantar e lutar por nossas família e casamentos. Vivemos em dias difíceis e a cura está em você encontrar o seu lugar na família que Deus lhe deu.

“Eis que eu vos enviareis o profeta Elias, antes que venha o grande e terrível dia do Senhor e ele converterá o coração dos pais e filhos, e o coração dos filhos a seus pais, para que eu não venha, e fira a terra com maldição”. Malaquias 4:5-6

O profeta Elias já está dentro de nós – é a palavra profética de Deus. Elias significa “enviado”. O ministério de Elias representa mudanças, milagre, sobrenatural, é a palavra profética que tem saído da boca dos filhos e da casa de Deus. Talvez você não escuta aquilo que quer, mas escuta de Deus aquilo que precisa. Assim, lute pelo seu casamento, lute pela sua asa, lute pela sua família.