Pornografia virtual, uma epidemia da sociedade

Muitos relacionamentos estão em crise devido a uma epidemia que é a pornografia virtual. Isso porque ver pornografia muda a atitude do usuário para com o sexo, seu cônjuge e a sociedade. Ele ou ela usa fantasias sexuais para se estimular sexualmente, e passa a ver o sexo como um privilégio casual, e não íntimo e recreativo com seu cônjuge. Embora seja assombroso para muitos, os usuários de pornografia acabam pondo sua vida com Deus, o casamento, o trabalho e as amizades em segundo lugar, depois de seu desejo por pornografia. Eles querem mudar, voltar à vida como era antes, mas a maioria não consegue.

Muitos psicólogos clínicos relataram que, ironicamente, a disfunção erétil é comumente associada ao constante uso da pornografia entre homens e mulheres. Um dos motivos para isso é que a constante busca de imagens sexuais e masturbação, que muitas vezes acompanha isso, levam à insatisfação com o próprio cônjuge. Afinal, a esposa de um homem não consegue manter uma imagem que se compare com as mulheres no mundo da fantasia dos vídeos e imagens pornográficos. O consumidor normal de pornografia se prepara para o desapontamentos e desintegração quase certa de seu casamento. A força viciadora da pornografia é consequência de mudanças neuroplásticas de longa duração, às vezes permanentes, no cérebro.

Lamentavelmente, para o consumidor de pornografia, a confissão e a contrição são geralmente insuficientes para se desprender da prática. Como a dependência das drogas, a pornografia não é só um mau hábito – é um vício. Então ela precisa ser confrontada, passar por um processo de confissão, de cura, “desintoxicação mental” e libertação.

A pornografia muitas vezes é um pecado secreto que perdura por anos em um relacionamento, roubando a felicidade do casal. Isso porque a pessoa que tem essa prática carrega a culpa, e o cônjuge que sabe dela se sente traído, rejeitado, desvalorizado e humilhado. Diante desses sentimentos o casamento pode ruir, pois o amor conjugal foi feito para ser uma entrega total de si para um parceiro permanente e fiel. É uma entrega confiante e abnegada. Em contraste, o sexo pornográfico é egoísta, degradante e mecânico.

Se você tem passado por essa situação, procure ajuda, fale com seus líderes, pastores ou um psicólogo, mas não enterre esse pecado secreto em sua casa, como se ele não estivesse atrapalhando sua vida, trazendo infelicidade para você e para seu parceiro.

Aprenda a agir como verdadeira mulher de Deus

Eu tenho visto muitas mulheres deixando de ser mulheres para poderem ser amadas e aceitas e sabe o que Deus tem me falado? Nós não precisamos ser iguais aos homens. Nós não precisamos perder a nossa ternura. Mas infelizmente o mundo está assim, onde na correria, no afã de ter um lugar ao sol, a mulher tem esquecido qual é a sua missão na terra. A mulher pode fazer tudo, até chegar à presidência de um país, mas não para ser amada e ser aceita, mas porque ela tem uma missão para fazer.  É interessante quando a gente para pra pensar qual é o tempo e o propósito de Deus para a nossa vida, a gente precisa aprender e descobrir qual é esse tempo, para que a gente possa cooperar.

Deus faz renovar tudo. Não é porque você teve um amor bandido, que você não vai poder ter um amor verdadeiro. Muitas vezes as mulheres vão atrás desse amor. Mas por que tantas vezes elas ficam e procuram pessoas que lhes fazem tão mal? Por que as mulheres têm tantas dificuldades em estabelecer relacionamentos com outras mulheres, se o maior dom que a mulher tem é o dom de se relacionar?

O homem é racional, a mulher não. O homem não tece mil coisas sem com isso ser necessário ter o outro no meio, são ideias. Já para as mulheres não existe ideias se não tiver gente, não tiver pessoas e é interessante que a gente tem deixado isso passar. Temos aberto mão desse dom e nos tornado, muitas vezes, dentro de nossas casas, homens também.

Quero que você pense nisso: o que é ser mulher? O que é viver como mulher? As pessoas às vezes olham para mim e dizem: “Eu não sei”. Então nós precisamos descobrir. Que você possa saber o momento que está vivendo. Eu tenho notado que o homem tem dentro de si um dinamismo tremendo. O homem no sentido homem  e mulher, mas quando esse dinamismo de expandir, de crescer é bloqueado em nós, ocorre um processo de decomposição da nossa energia vital, que se transforma em energia destrutiva.

Você sabia que o câncer são as suas próprias células que se rebelam contra as células boas? Você sabia que o câncer não vem de fora, como a AIDS que se pega, não é transmitido, não é hereditariamente? Já está comprovado, você pode ter na família, uma avó, uma mãe que teve câncer e você não necessariamente terá câncer. Depende da sua imunidade, de como você vive, depende de como você é feliz. O poder de vida e da morte está dentro de nós.

Tem mulheres que já desistiram de viver. Têm 30 e 40 anos e desistiram de viver. Enquanto tem mulher de 60 e 70 anos que ainda fazem planos. Então quando essa energia da vida é tirada de nós, a gente começa a ter uma rebeldia dentro do nosso corpo. A morte começa a aparecer. Os médicos perguntam para as suas pacientes: “como é que você adquiriu esse câncer? Quando é que esse câncer se instalou? Que situação você viveu em sua vida?”. Quando o impulso para a vida é bloqueado, mais forte se torna o impulso da destruição que é o resultado de uma vida não vivida. Tem pessoas que começam a viver realmente no fim da vida, Jesus só viveu 33 anos e meio e foi o suficiente e intensamente.

Faça da maneira certa. Deus lhe dá a oportunidade de você sempre renovar as suas amizades, seus conceitos, seus valores. Se você está passando por esse momento agora, comece diferente. O poder de Deus vai habitar dentro de você e se você quer recomeço, faça a decisão agora de recomeçar, colocando Jesus no centro da sua vida. Homem não vai ser o centro da sua vida ou o trabalho, não deixe que isso aconteça, mas sim, a Jesus, as pessoas, a sua missão, o que você fizer pelos outros vai ser o centro da sua vida.