Não basta ser bom, é preciso ser excelente

Vivemos em um mundo altamente competitivo. Não basta ser bom é preciso ser excelente. E somente aqueles que prevalecem diante das adversidades alcançam a excelência. Portanto, se você quer alcançar a excelência você tem que prevalecer nos momentos difíceis, quando somos testados pelas adversidades.

Sucesso não é acidente! Se você viver da mesma maneira que a maioria das pessoas, alcançará o que a maioria delas alcança. Ora, ninguém faz plano para viver uma vida medíocre, mas infelizmente acabam vivendo está vida que tanto desprezou. Se você quiser viver uma vida plena em todos os sentidos, descubra o que as pessoas comuns, normais fazem — e não faça.

Segundo alguns especialistas, o sucesso é previsível, existe um caminho, uma trajetória. E o que eles têm descoberto é que as pessoas mais bem sucedidas da história não inventaram suas próprias leis da vida. Mas foram sensíveis e humildes para buscarem a fonte de inspiração para uma vida bem-sucedida.

O livro de Salmos tem uma promessa clara e simples para os que se lembram dos princípios universais de Deus: “Como são felizes os que andam em caminhos irrepreensíveis que vivem conforme a lei do Senhor.” (Salmos 119:1)

A boa notícia sobre os princípios universais é que eles tão sempre disponíveis, não importa os desvios que tomamos, eles continuarão lhe dando as boas-vindas de braços abertos, como o pai do filho pródigo. Normalmente a pessoa que alcança sucesso não nasce com uma estrela na testa. Não são os alunos com as notas mais altas ou os mais capazes. São pessoas comuns, normais. A diferença entre o sucesso é o fracasso são as nossas escolhas que fazemos todos os dias.

O autor e conferencista americano Tommy Newberry revela o que precisamos para fazer diferença:

– Escolha o Sucesso;

– Defina claramente onde quer chegar;

– Abrace completamente as responsabilidades;

– Livre-se para sempre das desculpas;

– Torne-se um realizador, e não somente um sonhador;

– Desenvolva uma mentalidade positiva diante da vida.

Escolha viver as promessas do Reino de Deus

quem-foram-os-12-apostolos-de-jesus-cristoO que faz a diferença entre alguém que inicia sua carreira cristã e consegue alcançar o que Deus colocou em seu coração, e aquele que não o consegue? O que você precisa para cumprir o seu propósito, a sua missão? Aquele que não poupou o Seu próprio Filho é poderoso para nos capacitar em todas as coisas. Deus já conquistou a nossa vitória.

Muitas vezes não entendemos a mente de Deus. Muitas pessoas passam a vida acreditando que são simplesmente pessoas comuns, invisíveis. Mas você não é invisível ou impotente como imagina. Você não precisa acumular uma grande fortuna, não precisa de reconhecimento, admiração ou elogios para influenciar o mundo ao seu redor. Seu impacto sobre o mundo acontecerá de alguma forma; não depende de você. Entretanto, cabe a você decidir o quão significativo ele será. Talvez você faça a diferença e seja significativo para apenas uma ou duas pessoas, mas será.

A ciência chama isso de “efeito borboleta”, em que uma pequena situação ou acontecimento pode influenciar vários outros acontecimentos. Esse efeito faz com que todos nós, pela nossa existência, sejamos participativos. Jesus percebeu que precisava de apenas doze homens. Ele poderia ter treinado dezenas, mas escolheu doze e fez com que suas vidas tivessem um significado tão grande que mudou o mundo. Não é Deus quem vai decidir o significado ou a marca que você vai deixar. Ele já decidiu isso, mas agora, devido ao livre arbítrio, a escolha ou decisão é sua.

Deus nos criou para sermos participante da construção do Seu Reino. Somos construtores com Deus de um novo tempo, de um novo projeto para manifestar Sua glória e Seu Reino. Foi para isso que Jesus Cristo veio. Ele declarou: “Eu vim para estabelecer o reino de Deus e este reino está entre vós”.