Se você também acha que as coisas não são para você, esse texto é!

“Não é para mim!”, basicamente, por trás dessa frase há a ideia de que não somos suficientemente bons ou capazes. Essa é a desculpa perfeita para pessoa inseguras, sem foco e com baixa autoestima.

Também é uma desculpa usada por pessoas que têm medo do mundo e se fecham para novas experiências. Em qualquer caso, você pode não saber se gosta de algo ou não até prová-lo. Na verdade, é provável que em mais de uma ocasião tenha pensado que algo não foi feito para você, mas, depois de provar, amou e ficou empolgado com a nova situação. Portanto, não se feche para novas experiências nem se limite como pessoa, pois essa é a pior coisa que pode fazer.

Sua atitude hoje, define o seu amanhã

Pense em alguma experiência de sua infância e adolescência e tente relacionar isso com suas experiências hoje. Se você fazia amigos com facilidade, é provável que esteja rodeado de muita gente hoje. Tudo que você experimentou na sua vida contribuiu para definir quem você é agora. Nós não escolhemos todas as experiências de nossas vidas, e em particular, da nossa infância. Entretanto, escolhemos muitas das nossas experiências de hoje. Escolhemos a pessoa com quem nos casamos, nossa profissão, onde vamos passar nossas férias, se vamos fazer exercícios físicos ou praticar um esporte.

Portanto, as pessoas que tiveram uma infância difícil podem decidir se terão experiências que irão melhorar sua maneira de viver e pensar. Não podemos nos desfazer do nosso passado, mas podemos nos reprogramar com experiências novas. Mais importante do que escolher nossas experiências é decidir que atitude teremos mediante as mesmas. Como mencionamos anteriormente, temos um controle muito limitado sobre o que experimentamos, mas temos controle completo sobre nossa reação, nossa atitude.

Se seremos positivos ou negativos diante de uma situação, corajosos ou vacilantes, fiéis ou infiéis, abertos ou fechados. É cem por cento uma decisão pessoal. Verdadeiramente, não podemos mudar o mundo que vemos ao nosso redor, mas podemos mudar o que há dentro de nós. Depois da fé, a atitude é a decisão mais importante de nossas vidas. Sua atitude hoje define seu amanhã e ela pode te edificar ou te destruir. Não é o seu nascimento, suas circunstâncias ou sua conta bancária, mas a sua capacidade de fazer escolhas.