Para quem você tem dado a chave do seu coração?

Saiba que mais do que o seu suor, mais do que o seu dinheiro, sua alegria, Deus quer o seu coração, porque como a Bíblia diz: “Do teu coração procede a fonte da vida“. Eu eu te pergunto: O teu coração está nas mãos de Deus? Você realmente entregou o seu coração para Deus? Você realmente pegou a chave do seu coração, trancou o seu coração e entregou para Jesus? Porque quando você tranca o seu coração, você se converte, fecha o seu coração para as coisas do mundo, você tranca e não pode ficar com a chave. Você não pode dar essa chave para outra pessoa. Ninguém pode ter a chave do seu coração, porque só Deus tem essa chave.

Seu coração é a coisa mais preciosa que existe na face da terra, por isso você precisa renovar a sua aliança. O seu líder, quando ele está em Deus, Deus lhe dá a capacidade de tocar o seu coração, mas ele não tem poder sobre a sua vida. Por isso que, quando o seu líder erra, você não precisa errar com ele.

Eu quero te perguntar: o que tem roubado o seu coração? Para quem você tem dado a chave do seu coração? O que tem desviado você do caminho? Porque quando o seu coração pertence a Deus, quando você entregou a chave os seus caminhos serão guiados por Ele, pela Palavra d’Ele.

Você, jovem, precisa estar se questionando todos os dias. Se você tem dado o poder da sua vida para os outros, tome de volta! Sabe por que Deus quer a chave do seu coração? Porque o coração do homem é enganoso. Em Jeremias lemos que sobre todas as coisas, enganoso é o coração, porque ele é corrupto. Mas quando você deixa que Deus dirija as suas decisões, que Deus dirija onde você vai, tudo muda na sua vida. Não é o mundo que te molda, não é o que o seus amigos dizem, é o que a Palavra de Deus diz.

Não se canse de fazer o bem

Ao invés de cooperar para a multiplicação da maldade, não se canse de fazer o bem, porque a esperança de um mundo melhor está nas mãos de quem conhece e pratica o amor ágape. O mesmo poder e a mesma escolha que Jesus ofereceu à mulher do poço de Jacó estão disponíveis a nós hoje.

Jesus ensinou que se amássemos a Deus de todo o coração, alma e entendimento e ao próximo como a nós mesmos estaríamos cumprindo a lei de Moisés. Esse amor expresso por Jesus na cruz é mais que um sentimento ou emoção; é um amor sublime, objetivo e prático que independe de nos sentirmos bem ou mal, alegres ou tristes. Não tem nada a ver com o fato de você ter sido ou não amado por seus pais ou desprezado ou não por pessoas no passado; amar como Jesus amou é uma questão de ser tocado pelo amor ágape e escolher quebrar um ciclo interminável de amar com segundas intenções para amar sem esperar receber nada em troca.

Existe uma historia contada por um rabino de duas ovelhas que tiveram que atravessar um rio com forte correnteza a fim de achar novas pastagens. Uma fora recentemente tosquiada e a outra, não. Somente a ovelha tosquiada conseguiu chegar ao outro lado do rio, pois o peso da lã molhada da ovelha não tosquiada a fez afundar e se afogar. De modo semelhante, muitas pessoas passam a vida toda carregando peso extra de rancor, amargura e falta de perdão sem conseguir amar e ser amadas. Mas os que se permitem ser tosquiados ou podados por Deus de ressentimentos do passado ficam livres para dar e receber amor.

Falamos abertamente a vocês, coríntios, e lhes abrimos todo o nosso coração! Não lhes estamos limitando nosso afeto, mas vocês nos estão limitando o afeto que têm por nós. Numa justa compensação, falo como a meus filhos, abram também o coração para nós! (2 Coríntios 6:11-13).

Entenda que quem vive como os crentes de Corinto tem seu afeto limitado e vive para os prazeres inconsequentes da carne que cobram alto preço depois, mas quem vive para amar e ser amado tem o coração alargado por Deus para abençoar muitas pessoas.