Resgatando a competência dos pais

Quando falamos em ensinar os nossos filhos temos que ter em mente que é um processo que vai desde o nascimento da criança até a fase adulta. Na Bíblia diz “ensina a criança”, no original a palavra não é criança recém-nascida. A criança recém-nascida precisa ser ensinada sim, mas com a sua atitude. Ela vai aprender uma questão de horários que o pai e a mãe vão dando. Hoje, inclusive, os especialistas afirmam que você não pode ser muito rígido na questão de horários e coisas do tipo, porque a criança ainda não se sente um ser separado da mãe.

Os pais precisam entender que educar uma criança é ensinar, e ensinar é treinar. Podemos ver que o significado da palavra ensinar é dedicar. E hoje muito da incompetência dos pais é por causa disso, porque nós não temos tempo para treinar e e nem tempo para dedicar aos nossos filhos. E quando vamos treiná-los,  nós queremos treiná-los no nosso caminho. Pare e pense: Você está treinando seu filho para fazer as suas escolhas ou as escolhas dele?

Você precisa ensinar o seu filho como ele deve agir, porque a boca fala do que? Daquilo de que o coração está cheio. Então, a nossa missão como pais, é formar nossos filhos pra que eles façam escolhas certas. Escolhas que vão contribuir para o seu crescimento como pessoa, que vão fazer com que ele seja um cidadão, que ele seja um marido, que ele seja um crente fiel. E que ele saiba fazer as escolhas certas.

Conheça os 10 sinais de inteligência emocional alta

O modo como interagimos com nossas emoções e as regulamos tem repercussões em quase todos os aspectos de nossa vida e ela corre muito mais suavemente, se você tiver boa inteligência emocional.

Sinais de inteligência emocional alta:

  1. Gosta de conhecer novas pessoas: Alta empatia é sintonizada com as necessidades e os sentimentos dos outros. É sensível a essas necessidades.
  2. Conhece suas forças e suas fraquezas: Sabe quem ele é, e é honesto com isso.
  3. Sabe prestar atenção: Tem a capacidade de suportar distrações e se concentrar na tarefa a ser feita.
  4. Reconhece de onde vem cada emoção: Entende o que está sentindo, bem como o efeito dessa emoção sobre ela.
  5. Tem identidade moral: Preocupa-se com a ética e com a moral.
  6. Percebe e ajuda os outros: Não tem foco apenas em si.
  7. Não se prostra diante da crise: Depois de cair se levanta rapidamente.
  8. É automotivado: É uma pessoa atuante e motivada. Tem foco e aplica sua energia para perseguir seus objetivos.
  9. Sabe dizer não: É capaz de se disciplinar e evitar hábitos insalubres.
  10. Tem senso de competência: Sente-se capaz de enfrentar os desafios da vida.