A falta de conexão em um mundo cada vez mais conectado

Nossa geração está marcada por pessoas que decidiram construir muros em torno de si mesmos e se estão se isolando cada vez mais. São pessoas que estão na contramão do melhor de Deus para suas vidas. Você precisa ter conexão com outras pessoas, ter relacionamentos. Não se esconda por trás das redes sociais, do seu quarto, de algo que limita você de ter relacionamentos. Você não nasceu para viver sozinho! Se assim você o fizer, você está se afastando do propósito original de Deus para sua vida.

Estamos em um mundo de pessoas conectadas, mas sem conexão. O que realmente faz a diferença em nossas vidas é a conexão, é a capacidade de desenvolvemos de nos conectarmos primeiramente com Deus, nosso Criador, depois com a gente mesmo e, por fim, com as pessoas. Infelizmente uma das doenças do nosso século é a desconexão. Um alto índice de doenças mentais e psicológicas é de fundo emocional. Então, nós temos um alvo , um objetivo: a nossa conexão com Deus e a nossa conexão conosco.

Conectar significa sair da minha zona de conforto, da minha cômoda posição para ir até o outro. Eu sei que estou conectado com alguém quando há uma aceitação incondicional. Na sociedade atual nós não temos paciência com os outros. Se o outro não for igual a você, se ele não tiver a mesma velocidade de pensamento, você se afasta. Você só tolera nos outros os seus próprios defeitos, mas não tolera os defeitos dele que são virtudes em você. Conexão é quando você consegue sair desse lugar, desse egocentrismo, e isso fará você viver melhor. Ao se conectar com sua família, com seus filhos, com as pessoas de seu círculo de convivência, menos energia negativa será expelida nesse mundo.

No original hebraico a palavra “solitário” significa “ser dividido”, não ser inteiro”. Quando você está só, você está dividido, não está inteiro. Assim, primeiro você se conecta com Deus, depois consigo mesmo e depois com os outros. A decisão é sua. Não importa o que os outros fazem com você; importa o que você faz com os outros.

Por que o ser humano tem dificuldade em submeter-se a outra pessoa?

Jesus foi levado ao deserto para passar por uma prova de fogo que testaria seu calibre, enquanto homem de Deus e, entre as provas uma delas foi para medir sua sede por poder.

“E o diabo, levando-o a um alto monte, mostrou-lhe num momento de tempo todos os reinos do mundo.
E disse-lhe o diabo: Dar-te-ei a ti todo este poder e a sua glória; porque a mim me foi entregue, e dou-o a quem quero. Portanto, se tu me adorares, tudo será teu. E Jesus, respondendo, disse-lhe: Vai-te para trás de mim, Satanás; porque está escrito: Adorarás o Senhor teu Deus, e só a ele servirás”. (Lucas 4:5-8)

O poder é a habilidade ou estar qualificado para fazer algo. Além do poder, existe a autoridade. Autoridade é designação atribuída ao representante de um governo ou de determinado segmento. O poder é pessoal. É você quem o tem. A autoridade é delegada, representativa e foi dada a você. Mas o poder é limitado ao que você pode desenvolver, já a autoridade é superior ao limite individual do homem.

Poder é habilidade de fazer algo. Autoridade é o direito legal para usar o seu poder. A autoridade é mais importante que o poder, porque o poder sem autoridade é ilegal. A autoridade protege o poder, protege o seu dom, o seu propósito, a sua visão e a sua vida. É importante você entender que a posição mais importante é estar debaixo de autoridade, porque ela é o lugar mais seguro para todas as coisas que foram criadas. Todo ser humano tem poder, todo ser humano tem unção e uma área de autoridade, independentemente de nossa grandeza ou posição, porque não funcionamos sem autoridade.

A ausência de autoridade traz autodestruição. Tem gente que abandona o ministério e acha que sem sua ajuda o ministério morrerá ou ficará mais fraco. Por exemplo, se tiramos um peixe da água, quem morre é o peixe e o não a água. O segredo do sucesso é ficar debaixo de autoridade.

Seja qual for nossa posição, quer sejamos pastores, líderes de célula, funcionários, chefes, maridos, esposas, todos temos de submeter-nos a alguém. Deus criou o todo para que esse todo se submeta a algo. A planta se submete ao solo, porque ela depende do ambiente do solo para crescer e frutificar. O problema de Deus não é com a planta, nem com os peixes, mas com o ser humano, pois ele tem a dificuldade de se submeter à autoridade.