4 características de Jesus que você precisa aprender para ser um bom comunicador

A comunicação não é só o que você diz, mas também a forma como você diz. Comunicação significa tornar comum, compartilhar. O maior comunicador da história da humanidade viveu apenas 33 anos, mas sua mensagem perdura por mais de 2.000 anos e traz vida, cura, restauração, alegria, paz e salvação. Tudo o que Jesus fez e viveu foi pleno, e sua forma de se comunicar com os outros sempre foi impactante. 

Jesus tinha quatro características que um bom comunicador deve possuir:

  • Simplificava a mensagem: Jesus manteve um discurso claro com as pessoas. Ele era direto e dizia o que queria de cada um. Comunicar é mais do que falar – é transmitir, ensinar, reproduzir fielmente, saber expressar. Precisamos aprender a ser diretos e claros quando nos comunicamos com outras pessoas. A forma como você transmite a sua mensagem irá determinar o resultado que você espera. A chave para uma comunicação eficiente é a simplicidade.
  • Era atencioso: Um comunicador eficiente é, antes de tudo, um ouvinte eficiente. A comunicação não se restringe às palavras, mas também à atenção que é dada às pessoas. Jesus não só gastou seu tempo, mas também sua energia se doando para a mulher samaritana. Ele quebrou todos os preconceitos e ela saiu daquela conversa cheia de amor e cura. O bom comunicador consegue ler o ambiente, sabe como entrar na vida das pessoas e deixá-las cheias de esperança. Ouça as pessoas não apenas com os ouvidos, mas principalmente com o coração.
  • Abençoava as pessoas: No texto que narra o milagre da multiplicação de pães, Jesus estava preocupado em alimentar a multidão, enquanto seus discípulos estavam preocupados com seu próprio bem-estar e, por isso, só tinham poucos pães e peixes. Quando você se preocupa em abençoar as pessoas, Deus faz com que o seu pouco vire muito. Seja dadivoso, abençoe a pessoas e Deus irá lhe recompensar fazendo a sua vida prosperar.
  • Estava disposto a servir as pessoas: Jesus era o primeiro a servir as pessoas. Servir está relacionado à segurança interior e Jesus sabia quem ele era. Ame mais as pessoas do que a sua própria posição. Se você deseja liderar ou alcançar uma posição elevada, esteja disposto a servir. 

Seja um discípulo cheio de autoridade

Deus quer revestir você com a mais completa autoridade. Seu propósito é que você tenha autoridade sobre o pecado, sobre o maligno, sobre sua própria vida e autoridade para ser um líder na Casa de Deus. O caminho para a entrega da autoridade aos homens continua o mesmo: a submissão à autoridade de seus líderes. Por isso, a Palavra declara que aquele que honra a seu pai e sua mãe “irá bem, e terá longa vida sobre a terra”. Significa que esta pessoa terá autoridade sobre sua própria vida, e sobre a terra. A submissão lhe presenteou a autoridade.

Honre seus líderes, seus pastores e seus bispos. Reconheça a posição que Deus lhes deu, e que mesmo não sendo perfeitos, eles possuem autoridade genuína, dada por Deus. Proteja seus líderes contra toda difamação. Sirva a seus líderes e Deus o honrará. Tudo isto trará tamanha autoridade sobre você, a ponto de tornar-se um líder de multidões. Sua autoridade trará incontáveis discípulos abaixo de você, e assim destruiremos as obras das trevas.

Não há como viver a plenitude da autoridade de Deus na terra sem relacionamentos saudáveis com o povo de Deus. Toda pessoa que tem dificuldade para relacionar-se estará comprometendo o fluir do rio de autoridade sobre sua vida. Você precisa relacionar-se bem com seus líderes imediatos, para que a autoridade de Deus flua deles para você. E você precisa relacionar-se bem com seus discípulos para que eles sejam formados e revestidos de autoridade através de você.

No relacionamento com seus líderes, você recebe autoridade. No relacionamento com seus discípulos, você transfere autoridade. Nunca se distancie de seus líderes. Nunca encubra deles o seu coração. Exponha-se, ande na luz. Abra seu coração com seus líderes. Deixe a autoridade de Deus, que está sobre eles, passar por sua vida, abençoando-o e conferindo-lhe autoridade para servir.