Bispa Lúcia Rodovalho fala sobre a força do homem, em Congresso de Brasília

montagemBispa Lúcia Rodovalho foi uma das palestrantes mais esperadas para o Congresso de Homens 2016, que aconteceu nesta quinta-feira (21), em Brasília. Em sua ministração falou sobre a Força do Homem, baseado em seu mais novo livro que leva o mesmo título. Durante sua participação, chamou a atenção dos presentes para a importância do evento, que é um momento para o homem pensar na sua vida, nos seus relacionamentos e realmente saber o que Deus quer dele. “O Senhor lhe chamou para o governo, por isso Ele o ungiu com força, lhe deu uma estrutura, que nós mulheres não temos. Por mais que a mulher no século XXI esteja no mercado de trabalho, tendo suas conquistas, nós somos diferentes, porque Deus criou o homem para cumprir o seu propósito em todas as áreas”.

Citou em sua palavra a passagem Bíblica de Gênesis 2, o qual narra que o Senhor criou o homem com um propósito estabelecido de guardar e lavrar o jardim, lhe dando assim uma capacidade de trabalho maior do que a mulher era capaz de desenvolver. “Uma das funções do homem na terra e nos relacionamentos é de guardião e protetor. Aquele que tem discernimento e capacidade de avaliação, diferente da mulher que é mais emoção do que razão. O homem tem a função de onde estiver, guardar as pessoas que amam, o ambiente em que se encontra, porque foi Deus quem deu essa capacidade. Por isso, você tem que descobrir o propósito da sua vida, porque a sua força está no seu propósito”.

Observou que o  papel do homem é ensinar a mulher, os filhos e tirar deles o que têm de melhor. “Quando você cumpre o seu chamado, você se torna mais forte recebe unção, porque a sua força não está no seu conhecimento, mas está em cumprir o propósito de Deus. Quando o homem descobre porque e para quê foi criado, tudo muda. Por isso, o  propósito e missão andam juntos, então quando eu cumpro a minha missão estou cumprindo o meu propósito e quando eu abraço o meu propósito, estou abraçando a minha missão”.

Destacou que a missão da Sara Nossa Terra é tornar um homem completo, porque o homem foi colocado na terra para ser líder, para que sua mulher o admire não só como homem, mas líder, que a desafia. “Cumpra o seu propósito e terá uma mulher linda ao seu lado, mas quando você cumpre o seu propósito você também assume riscos, como é ter a mulher muitas vezes chateada com você, porque ela precisa de um homem que a coloque na linha e nos caminhos de Deus”.

Para finalizar, chamou a atenção dos presentes para serem homens de ação e não de reação. “Toda vez que você não toma uma decisão, você está se omitindo e decidindo. É melhor decidir errado, do que se abster. Omissão é uma decisão, então quando o homem não age, ele reage e Deus nos criou para ser líder e o líder age. Chega de carregar essa dor e esse fardo, você pode hoje deixar a sua dor aqui no altar. Deus vai lhe trazer soluções, porque vocês são escolhidos. Deus vai te encher de forças, mas primeiro Ele precisa curar a sua dor”.

Confira fotos:

Crédito das fotos: Ronaldo Caldas

O propósito vence o medo

Arrow Approaching Its TargetNo livro de Gênesis, que significa: início, começo, vemos Deus perdoando a fraqueza de Adão e Eva, que, também, são nossas fraquezas. Seguindo em frente com um novo plano em ação. Ele não deixou seu propósito morrer. Sendo Pai sábio, orienta seus filhos a viverem fora do Jardim do Éden, um lugar diferente onde há liberdade de escolha e a responsabilidade é pessoal e coletiva.

A nossa origem está ni Gênesis, lá o escritor ensina lições universais sobre a força da superação dos indivíduos e da unidade familiar, incentiva a reconstrução da nossa identidade de dentro para fora, começando por nós, depois nossa família e finalmente a comunidade que pertencemos.

Deus, como criador, rejeita as desculpas infantis de Adão e Eva e os conduz a recomeçarem e à reconstrução de uma nova vida, ensinando-os a trilharem um novo caminho.

Ao contemplarmos a vida do primeiro casal, percebemos que o poder de recuperação do espírito humano é imensurável. Nesses anos de prática de aconselhamento pastorais e terapêuticos, fico, a cada dia, maravilhada com as possibilidades do ser humano, em reerguer, em recomeçar uma nova história.

Os homens e mulheres mencionados na Bíblia são ao mesmo tempo ousados e relutantes; visionários alcançando lugares altos, posições inimagináveis, falando face a face com Deus, mas tão frágeis ao ponto de terem comportamentos destrutivos e incoerentes com sua fé.

Os maiores nomes da Bíblia são de pessoas que viveram os conflitos mais profundos: Abraão, Isaque, Jacó, José, Davi, Jó, e outros.

Eles eram simplesmente humanos, cheios de imperfeições, como você.