Guarde o seu coração, pois dele procede a fonte da vida

Existem três pontos importantíssimos de como manter acesa a chama da paixão e devoção. Primeiro, você tem que entender que a  paixão sem devoção é simplesmente uma ilusão e que a devoção sem paixão é uma prisão. A pessoa devotada, mas sem paixão fica escrava daquilo que ela está servindo, porque ela precisa de aceitação, precisa ser amada, e a paixão, a chama, o que a move já foi embora e ela fica aprisionada.

Você fica aprisionado muitas vezes em um namorado que já não te ama mais. Aprisionado à rejeição. Isto é devoção sem paixão. Porque a devoção só pode existir de maneira saudável. Enquanto a paixão envolve amor, a devoção envolve sacrifício. Agora eu não posso somente me sacrificar por medo. Eu me sacrifico porque eu amo.

E Deus está chamando uma geração de apaixonados. Uma geração de jovens devotados. A primeira coisa para manter a sua paixão e a sua devoção está em Provérbios 23:26: “Dá-me, filho meu, o teu coração, e os teus olhos observem os meus caminhos.”  E isso quer dizer para mantermos o coração firmado em Deus e na Sua Palavra e não andar pelo que sentimos. Eu não ando pelo que as pessoas me dizem. Eu ando e firmo a minha vida em cima da Palavra de Deus.

 

Use sua força interior para vencer a rejeição

materia_rejeiçãoAceitação é quando nos libertamos da rejeição. Deus não nos criou para sermos rejeitados e por isso temos tanta dificuldade para lidar com esse sentimento. Nada prende mais uma pessoa a outra, de forma doentia, do que a rejeição. Ele nos criou para sermos amados e compreendidos e, quando isso não acontece, passamos a mascarar nossos sentimentos e a esconder as nossas ações erradas por medo de sermos rejeitados.

Quando Deus não responde às nossas orações temos a tendência de achar que Ele se esqueceu de nós, está nos rejeitando ou, ainda, que não fizemos como Ele queria que fizéssemos.

A atitude que normalmente advém da rejeição é a indiferença. Tratamos os outros com indiferença como uma forma de defesa para não sermos rejeitados novamente. Geralmente misturamos sentimentos de abandono e amargura em relação a quem está nos rejeitando.

Precisamos aprender, quando nos sentirmos rejeitados por Deus ou pelas pessoas, a transformar essa dificuldade numa oportunidade para nos conhecer melhor. Os momentos de dificuldade nos fazem crescer e nos aproximam de Deus. Se Deus se cala para nós, não é porque Ele nos abandonou, mas porque está nos treinando a sair do problema com nossa força interior.

Não precisamos temer, Deus não vai nos rejeitar. Não estamos sozinhos, e não precisamos nos esconder por medo de nos ferirmos novamente!