Guarde o seu coração, pois dele procede a fonte da vida

Existem três pontos importantíssimos de como manter acesa a chama da paixão e devoção. Primeiro, você tem que entender que a  paixão sem devoção é simplesmente uma ilusão e que a devoção sem paixão é uma prisão. A pessoa devotada, mas sem paixão fica escrava daquilo que ela está servindo, porque ela precisa de aceitação, precisa ser amada, e a paixão, a chama, o que a move já foi embora e ela fica aprisionada.

Você fica aprisionado muitas vezes em um namorado que já não te ama mais. Aprisionado à rejeição. Isto é devoção sem paixão. Porque a devoção só pode existir de maneira saudável. Enquanto a paixão envolve amor, a devoção envolve sacrifício. Agora eu não posso somente me sacrificar por medo. Eu me sacrifico porque eu amo.

E Deus está chamando uma geração de apaixonados. Uma geração de jovens devotados. A primeira coisa para manter a sua paixão e a sua devoção está em Provérbios 23:26: “Dá-me, filho meu, o teu coração, e os teus olhos observem os meus caminhos.”  E isso quer dizer para mantermos o coração firmado em Deus e na Sua Palavra e não andar pelo que sentimos. Eu não ando pelo que as pessoas me dizem. Eu ando e firmo a minha vida em cima da Palavra de Deus.

 

Harmonia em grupo é uma arma poderosa

Certas mentes se chocam quando entram em contato com outras, ao passo que outras mostram uma grande afinidade entre si. Especialistas acreditam que isso acontece devido a aspectos químicos, fazendo duas pessoas se aproximarem ou se afastarem. Se você não está confortável ou harmonioso está na hora de fazer mudanças.

Quando existe aliança entre os membros, cria-se uma harmonia poderosa que extrapola o nosso conhecimento e sentidos. Vemos o efeito sem compreender a causa. Para criar unidade é necessário disciplina, seja ela voluntária ou forçada e determinação.

Judas, traidor de Jesus, desde o início deu sinais de desarmonia, falta de concordância. Existe diferença entre pessoas com mente contrária e o cabeçudo. Pedro era cabeçudo, Judas era obstinado. Era uma questão de coração. Judas estava preocupado com o que podia receber de poder de Jesus, Pedro estava com Jesus porque queria servi-Lo.

O ministério usado para realizações pessoais é um perigo. As pessoas estão conosco para nos ajudar a cumprir uma visão, e enquanto nos ajudam elas cumprem a sua missão pessoal.

Jesus, durante o tempo que esteve com seus discípulos, estava de olho na harmonia do grupo. Mesmo sendo diferentes eles deveriam estar harmoniosos em prol da missão. O objetivo é mais importante do que a função. 

Hoje nossa sociedade super valoriza o indivíduo com medo de que haja manipulação. Porém, a busca pela harmonia não é perda da sua individualidade ou personalidade. O fato de você obedecer o seu líder não é sinal de fraqueza, mas de força e caráter.

Lembre-se de que: 

  • Nenhum individuo consegue realizar sozinho algo de valor e permanente;
  • A crença de que uma única pessoa pode fazer algo grandioso é um mito;
  • As equipes, por envolverem muitas pessoas, reúnem mais recursos, ideias e energia do que uma única pessoa;
  • As equipes maximizam o potencial de um líder e minimizam suas deficiências;
  • As equipes compartilham o crédito das vitórias e as responsabilidades das perdas. Os indivíduos recebem os créditos e a culpa sozinho, isto alimenta o orgulho, e também o sentimento de fracasso.