Pare de querer agir com esperteza, sempre querendo tomar atalhos para sair na frente!

Nós queremos chegar rápido, sim, mas muitas vezes temos que fazer o caminho duas vezes. Quanto mais desafios, melhor. Mas, na hora da provação ou tentação, tendemos a buscar atalhos. Você sabia que muitas vezes você deixa de alcançar o melhor de Deus porque aceita o que é medíocre? A sociedade toma muitos atalhos. Quando o casamento está ruim, toma o atalho da separação, da infidelidade, para ver se a outra pessoa desperta.

Davi não buscou atalhos para se tornar rei. Ele estava sendo perseguido por Saul, que tinha perdido a unção de Deus. Um dia, Davi teve a oportunidade de matar Saul, mas quando estava para fazê-lo pensou: “Eu não posso tocar num ungido de Deus.” Ele não quis tomar um atalho para chegar ao trono. Porém Saul, no momento mais decisivo da sua vida, não quis esperar alguns minutos por Samuel, e então tomou um atalho e perdeu o seu reino. Deus também tem um trono para você, um lugar de vitória. Mas, para que você cresça como pessoa tem todas as áreas da sua vida, não tome atalhos. Quando Deus lhe quer num lugar, é Ele quem lhe coloca lá.

A falta de conexão em um mundo cada vez mais conectado

Nossa geração está marcada por pessoas que decidiram construir muros em torno de si mesmos e se estão se isolando cada vez mais. São pessoas que estão na contramão do melhor de Deus para suas vidas. Você precisa ter conexão com outras pessoas, ter relacionamentos. Não se esconda por trás das redes sociais, do seu quarto, de algo que limita você de ter relacionamentos. Você não nasceu para viver sozinho! Se assim você o fizer, você está se afastando do propósito original de Deus para sua vida.

Estamos em um mundo de pessoas conectadas, mas sem conexão. O que realmente faz a diferença em nossas vidas é a conexão, é a capacidade de desenvolvemos de nos conectarmos primeiramente com Deus, nosso Criador, depois com a gente mesmo e, por fim, com as pessoas. Infelizmente uma das doenças do nosso século é a desconexão. Um alto índice de doenças mentais e psicológicas é de fundo emocional. Então, nós temos um alvo , um objetivo: a nossa conexão com Deus e a nossa conexão conosco.

Conectar significa sair da minha zona de conforto, da minha cômoda posição para ir até o outro. Eu sei que estou conectado com alguém quando há uma aceitação incondicional. Na sociedade atual nós não temos paciência com os outros. Se o outro não for igual a você, se ele não tiver a mesma velocidade de pensamento, você se afasta. Você só tolera nos outros os seus próprios defeitos, mas não tolera os defeitos dele que são virtudes em você. Conexão é quando você consegue sair desse lugar, desse egocentrismo, e isso fará você viver melhor. Ao se conectar com sua família, com seus filhos, com as pessoas de seu círculo de convivência, menos energia negativa será expelida nesse mundo.

No original hebraico a palavra “solitário” significa “ser dividido”, não ser inteiro”. Quando você está só, você está dividido, não está inteiro. Assim, primeiro você se conecta com Deus, depois consigo mesmo e depois com os outros. A decisão é sua. Não importa o que os outros fazem com você; importa o que você faz com os outros.