Não fuja das pessoas e dos desafios, mesmo diante da decepção

Embora nosso relacionamento com Deus seja a base de tudo, precisamos aprender a construir relacionamentos significativos. Pessoas normais se decepcionam com as pessoas; só aqueles que se escondem e não se relacionam é que não se decepcionam. Não podemos fugir das pessoas e dos desafios. Relacionamentos precisam e devem ser construídos; eles não acontecem, simplesmente.

A base para a saúde espiritual está em reconhecer que necessitamos de um relacionamento com Deus para sermos completos, e a base para a saúde emocional está em reconhecer que precisamos uns dos outros para sermos completos. O isolamento torna a pessoa egoísta e foge do propósito que Deus tem para nós.

E, se o emocional e o espiritual não estiverem fortalecidos, as doenças físicas vão surgir, pois não se pode dividir o ser humano que é uma tri-unidade: espírito, alma e corpo. Somos frágeis e imperfeitos. Pessoas nos decepcionarão e rejeitarão, mas não devemos desistir delas. As pessoas não são iguais e a beleza do relacionamento está em o outro ser diferente de nós.

Não vamos perder a esperança na humanidade, mesmo com tantas decepções. As pessoas não são boas ou más – isso depende das atitudes e escolhas que fazemos em cada situação. Como temos o Espírito Santo habitando em nós, tudo fará diferença; seremos pessoas melhores mesmo em meio ao caos que vivemos!

O que podemos aprender com o exemplo de Daniel?

A vida de Daniel é um exemplo de como podemos ser consagrados a Deus, independente das situações ou circunstâncias que nos cercam. Ele decidiu desde o início que sua vida iria honrar a Deus e seguir Seus princípios. O que aprendemos com Daniel?

a) Que é possível manter a fidelidade num ambiente contrário aos princípios cristãos. Ele andou entre feiticeiros, políticos invejosos e corruptos, porém não se deixou levar, nem pelo poder e nem pelo dinheiro.

b) Que uma pessoa não precisa quebrar os padrões bíblicos para se realizar. Ele não seguiu os ensinamentos que iam contra Deus; porém, não “bateu de frente”, mas usou de sabedoria para lidar com as diversas situações, e conquistou o coração dos seus perseguidores.

Deus precisa de pessoas sérias, comprometidas com Ele, consagradas, que influenciem a sua geração. Daniel serviu a vários reis, durante muitos anos, e construiu uma reputação que se perpetuou. Não negociou nenhum princípio da sua vida com Deus, manteve-se firme mesmo na iminência da morte. Ele viveu debaixo da soberania de Deus, sabendo que somente o Senhor poderia lhe dar uma vida completa e realizada.

Dessa forma, a escolha de viver uma vida consagrada a Deus independe da área que você atua, da posição que você ocupa, do lugar que você mora. O caminho para ter uma vida longa, cheia de emoções e de vitórias assemelha-se ao exemplo de Daniel. Faça a sua escolha hoje!